Flamengo aposta no Maracanã lotado para levar o título da Sul-Americana

Publicado em: 07/12/2017 às 11h10

Renato

Foto: AFP

Mais do que nunca a torcida do Flamengo será fundamental para a equipe rubro-negra na próxima quarta-feira, a partir das 21h45 (horário de Brasília). Depois da derrota em Buenos Aires por 2 a 1, os cariocas precisam agora de uma vitória por dois gols de diferença em cima do Independiente se quiserem ficar com o título da Copa Sul-Americana em 90 minutos. Um triunfo do Fla por um gol leva tudo para a prorrogação, e se o resultado persistir, os pênaltis vão decidir o campeão. O empate é dos argentinos.

“A gente sabe que essa partida não se define hoje (nessa quarta). São 180 minutos. Aqui eles colocam muita pressão, mas, se eles acham que colocaram pressão na gente hoje, eles vão ver o que vai ser o Maracanã com a nossa torcida. Espero que o Maracanã esteja lotado para a torcida dar essa força para nós”, comentou o lateral Pará, ao Sportv, na saída do vestiário.

“A gente sabe que a gente deu o máximo hoje. Claro que o resultado não era o que a gente queria, quarta que vem a gente vai fazer de tudo, já conversamos aqui no vestiário, teremos uma semana para nos prepararmos”, completou o lateral direito.

O capitão Réver, autor do único gol do Flamengo fora de casa nessa final, bateu na mesma tecla e lembrou de quando teve de enfrentar o Maracanã lotado de flamenguistas.

“Eu espero uma pressão ainda maior. A gente sabe que no Maraca lotado é muito mais difícil. Já peguei contra e é difícil jogar lá. Esperamos que o torcedor possa fazer a diferença”, disse o zagueiro, que se surpreendeu com a postura do adversário nessa quarta, principalmente nos minutos iniciais.

“O que acabou me surpreendendo foi a maneira como eles esperaram nossa equipe, principalmente no início do jogo. Tínhamos em mente que eles seriam agressivos diante de sua torcida e vimos eles esperando mais, dando a bola para nós para que eles pudessem sair no contra-ataque. Faltou um pequeno detalhe. Quando estávamos melhor na partida, faltou sermos um pouco mais agressivos com a bola, já que eles estavam atordoados com o gol. Poderíamos ter tirado proveito”, analisou Réver.

Para finalizar, Réver não teve nenhum pudor em afirmar que o Flamengo tem de aproveitar a bola aérea, já que é algo que vem funcionando bem no time e principalmente com a baixa estatura da equipe do Independiente.

“Hoje ficou mais uma vez claro que nossa bola aérea é muito forte e temos tirado proveito disso. Temos de trabalhar ainda mais, já que temos essa bola parada tão forte, e isso pode fazer a diferença. Futebol hoje é muito decidido com isso”, concluiu Réver.