Ídolo do Grêmio nas décadas de 70 e 80, Tarciso morre aos 67 anos

Publicado em: 06/12/2018 às 11h45

Gazeta Esportiva

Foto: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Tarciso morreu aos 67 anos após uma luta contra um tumor ósseo

Faleceu na madrugada desta quarta-feira o ex-jogador do Grêmio e um dos maiores ídolos da história gremista José Tarciso de Souza, conhecido como Flecha Negra, aos 67 anos. Ele lutava contra um tumor ósseo e estava internado no Hospital da Pontifícia da Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). O velório está ocorrendo na Câmara de Vereadores de Porto Alegre nesta quarta pela manhã e o sepultamento será no final da tarde no Cemitério Jardim da Paz.

Tarciso nasceu em São Geraldo (MG), no dia 15 de setembro de 1951, que coincide com o mesmo dia e mês de fundação do clube que amava. O ex-jogador iniciou a sua carreira em 1970, quando defendeu o América-RJ e três anos depois chegou ao Tricolor Gaúcho para construir uma história vitoriosa. Durante esse período atuou em 721 jogos e marcou 226 gols.

Ele foi o segundo maior goleador da história do clube, perdendo apenas para Alcindo, o “Bugre”. Nessa época conquistou o Mundial e a Libertadores de 1983, o Brasileiro de 1981 e os estaduais de 1977, 1979, 1980, 1985 e 1986, quando foi seu último ano na equipe gremista. Além disso, disputou oito jogos pela Seleção Brasileira e marcou um gol.

Após encerrar a carreira de jogador, Tarciso abriu a sua escolinha de futebol onde exercia vários trabalhos sociais. No começo dos anos 2000 entrou na política, sendo eleito vereador pela primeira vez em 2008 e, na sequência, foi reeleito em 2012 e 2016 pelo PSD.