Decreto sobre posse de armas é desaprovado por 52,6% da população

Publicado em: 14/03/2019 às 13h00

CNT

Pouco mais da metade da população (52,6%) desaprova o decreto que facilita a posse de armas no Brasil. A pergunta, feita na primeira Pesquisa CNT MDA deste ano, mostra que 42,9% aprovam a medida e 4,5% não sabem ou não responderam.

Ao avaliar o perfil de quem aprova, os homens representam a maioria (55,3%); e as mulheres, 31,6%.

Sobre a idade dos entrevistados, a faixa etária de 35 a 44 anos é a que mais está a favor da posse de arma (47,6%).

Esse decreto foi assinado em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro. O texto, no entanto, não trata do porte de armas.

Em relação à escolaridade, os entrevistados com nível superior também estão entre a maior parte que aprova (51,9%).

Em relação à renda familiar, 51,4% daqueles que estão na faixa acima de cinco salários mínimos aprovam. Já entre os de renda familiar mais baixa, até dois salários mínimos, o percentual que aprova é 37,1%.

Entre a população com renda familiar de dois a cinco salários mínimos, 46,7% aprovam o decreto.