Com a mão na taça: Águia Negra vence Aquidauanense e fica perto do terceiro título estadual

Cleiton e Kareca marcaram os gols da virada do time de Rio Brilhante que agora pode até ser derrotado em casa

Publicado em: 15/04/2019 às 06h22

Gazeta Esportiva

Foto: Franz Mendes

Kareca marcou o segundo gol do Águia e garantiu a virada no Noroeste

Se o Águia Negra começou a decisão em vantagem, o terceiro título ficou ainda mais perto. Neste domingo (14), em Aquidauana, o time de Rio Brilhante venceu o Aquidauanense por 2 a 1, de virada, com gols de Cleiton e Kareca no segundo tempo, depois do Azulão ter aberto o placar no primeiro com Rodrigo Jesus. O jogo foi acompanhado por 2.700 torcedores, entre pagantes e não pagantes, com renda de R$ 45 mil.

A final segue dia 21, agora no Estádio Ninho da Águia. O Águia pode até ser derrotado pela diferença mínima que levanta a taça. Para conquistar o título inédito, o Aquidauanense precisa vencer por dois ou mais gols de vantagem.

O jogo

O primeiro confronto começou movimentado no Estádio Noroeste com uma chance clara para o Aquidauanense logo no primeiro ataque e respostas imediatas do Águia Negra com Salomão e Kareca, ambos parando no goleiro Diego. Aos 17 o Azulão chegou de novo em bela jogada de Tiziu pela esquerda. O atacante passou por dois marcadores e cruzou para Jefinho chegar batendo, mas para fora.

O time da casa passou a dominar o jogo e, aos 33 minutos, marcou o primeiro gol do jogo. Após cobrança de escanteio de Agnaldo, Rodrigo Jesus subiu mais que os marcadores e cabeceou no canto de Filipe, abrindo o placar. O Azulão quase ampliou pouco depois em falha do zagueiro Virgulino. A bola sobrou limpa para Rodrigo Jesus que parou na saída precisa de Filipe, evitando o gol e que o prejuízo aumentasse antes do intervalo.

O segundo tempo começou com mudança no Águia Negra por contusão. Teteu, machucado, deu lugar à Cleiton e a alteração casual melhorou o time de Rio Brilhante. Aos seis minutos, em um dos primeiros toques na bola do atacante, o empate aconteceu. Cleiton foi lançado por trás da zaga e, com precisão, tocou na saída de Diego, fazendo 1 a 1. Aos 14 veio a virada com ajuda do sistema defensivo azul. Agnaldo tentou recuar a bola para os zagueiros, mas a bola acabou nos pés de Kareca, livre na frente de Diego. O experiente atacante não perdeu a chance de marcar mais um gol nesta reta decisiva do campeonato, virando o placar.

A vantagem deu ao Águia tranquilidade para controlar o ímpeto adversário e o Aquidauanense só voltou a assustar Filipe aos 37 minutos com Uélison Santana. O meia recebeu pela direita, invadiu a área e bateu no canto, acertando a trave. Aos 43, em cobrança de escanteio de Uélison Santana, o zagueiro Tosta subiu livre, mas o cabeceio foi para fora. No minuto seguinte, Jô cruzou da esquerda e foi a vez de Rodrigo Jesus cabecear pela linha de fundo, jogando para fora o gol e a chance do empate. Final 2 a 1 para o Águia Negra.