Oficinas do Projeto Fazendinha levam capacitação ao produtor durante 55ª Expoagro

Oficinas tecnológicas começaram nesta quarta-feira (16) e seguem até sexta-feira (17), com foco na produção de hortifruti, produção de leite e piscicultura  

Publicado em: 16/05/2019 às 06h45

Imprensa

O Projeto Fazendinha está mais uma vez promovendo oficinas de capacitação como parte da programação da 55ª Expoagro, em Dourados. As oficinas são voltadas a produtores rurais nas áreas de hortifruti, produção de leite e piscicultura, com o objetivo de levar capacitação e buscar o aprimoramento da produção. Os dias de campo começaram nesta quarta-feira (15), mas continuam na quinta-feira (16) e sexta-feira (18). Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª  Expoagro segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho.

Nesta quarta-feira (15), o dia de campo do programa Hortifruti Legal abordou o cultivo protegido de hortaliças em hidroponia; adubação verde e tecnologias de aplicação; produção de hortaliças e frutos com tecnologias de irrigação; cultivo de banana, goiaba, acerola, figo, cajá manga, cambuci e rambutão e ainda a implantação e condução de citros, cacau, cupuaçu e acaí. As mesmas oficinas irão acontecer nesta quinta-feira (16) e sexta-feira (17), a partir das 9h.

Já o programa AteG Mais Leite oferece oficias de capacitação nas seguintes áreas: manejo rotacionado da planta kurumi; produção de silagem a partir de milho, sorgo, rama de mandioca e capiaçu; controle estratégico de ectoparasita, onde serão abordadas técnicas para controle do carrapato nos bovinos e também a irrigação das pastagens. As oficinas também serão realizadas novamente na quinta e sexta-feira.

Nos dias 17 e 18 de maio, o produtor também poderá participar dos dias de campo voltados à piscicultura, com oficinas de filetagem de peixe e sobre os cuidados com a água da piscicultura, para evitar problemas como fungos e doenças.

O produtor Lucas Caetano Cavalcante Ribeiro, que trabalha na produção de leite no município de Nova Andradina, participou das oficinas do projeto Fazendinha nesta quarta-feira. Segundo ele, o principal objetivo foi conhecer as novas tecnologias da atividade e receber orientações para melhor administração dos negócios. “Estas orientações são importantes para alcançar uma atividade que gere lucros e não prejuízo. Todo conhecimento é bem-vindo e estou muito feliz por estar aqui”, disse ele.  

A agricultora Márcia Regina da Silva também participou das oficinas do Fazendinha durante a 55ª Expoagro. Ela e o marido são donos de uma pequena propriedade em Campo Grande, onde trabalham com produção de mandioca, limão, pimenta e banana. “É a segunda vez que eu venho e vale muito a pena. Aqui recebemos orientações importantes para cuidar da produção, além de conhecer tecnologias para melhorar a produtividade”, afirmou.

No total, serão três dias dedicados às oficinas de capacitação do projeto Fazendinha. No período da manhã, os produtores participam das oficinas de treinamento nas três áreas oferecidas pelo programa; após o almoço, o produtor pode tirar dúvidas e também fazer um giro tecnológico na feira para conhecer as tecnologias aplicadas no setor.

Projeto Fazendinha

O Projeto Fazendinha foi criado há 18 anos com o objetivo de ocupar o espaço do Sindicato Rural para a oferta de cursos profissionalizantes nas mais diversas áreas do setor agrícola. Hoje, quase duas décadas depois, o trabalho já é uma vitrine nacional, servindo de exemplo para outros municípios. O Projeto Fazendinha é uma parceria entre Sindicato Rural, Famasul e Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

"Nós buscamos sempre trazer temas relevantes para o produtor, desde o manejo, sistema de plantio e tudo o que é novidade dentro do setor agrícola. O objetivo é justamente levar esta capacitação, sempre em busca de uma produtividade mais eficiente e com melhores resultados", garante o coordenador técnico do Sindicato Rural, Carlos Flores.

Sobre a Expoagro

A 55ª Expoagro é realizada pelo Sindicato Rural de Dourados em parceria com Daniel Freitas e João Paulo Paz e é organizada pela Agropec Eventos.

A feira conta com o patrocínio do Sicredi, São Bento Incorporadora, Senar, Unigran, Hotel 10, Ibis Hotel, Governo do Estado, Prefeitura de Dourados, Aced, Senar e Famasul.