TJMS: Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio será lançada nesta segunda 27

Publicado em: 26/05/2019 às 08h09

Imprensa

Será realizado nesta segunda-feira (27), às 8h30, no Auditório da Governadoria, o lançamento da Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio, instituída pela Lei Estadual nº 5.202.‬ O evento contará com a presença do presidente do Tribunal de Justiça, Des. Paschoal Carmello Leandro, do governador do Estado Reinaldo Azambuja, e do presidente da Assembleia Legislativa de MS, deputado Paulo Corrêa.‬

De acordo com a lei ficou estabelecido o dia ‪1º de junho‬ como o “Dia Estadual de Combate ao Feminicídio”, e a primeira semana do mês de junho como a “Semana Estadual de Combate ao Feminicídio”.

Saiba mais – No último dia 7 de maio foi realizada a terceira reunião do Comitê Estadual de Combate ao Feminicídio, na qual foi apresentado e discutido o Plano de Ação e Estratégias para a prevenção e combate aos feminicídios, assim como nas reuniões anteriores. O encontro foi conduzido pela coordenadora estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, juíza Jacqueline Machado.

A reunião contou com participação majoritariamente feminina, com representantes de órgãos como da Secretaria da Saúde, da Secretaria de Educação, da Secretaria do Estado e da Casa da Mulher Brasileira; os Conselhos, a OAB e o IBDFAM também estavam entre os representados.

O objetivo central do Comitê é contribuir para a mudança da cultura do machismo e patriarcado na sociedade, que vigora há séculos e já tomou a vida de diversas mulheres. Na reunião foi introduzida a ideia da implementação do Dia Estadual do Combate ao Feminicídio, em 1º de junho, e da Semana Estadual de Combate ao Feminicídio, de 1 a 7 de junho, que serão promovidos por meio de campanhas publicitárias veiculadas tanto em veículos de mídia mais convencionais quanto nas redes sociais.

O Comitê Estadual de Combate ao Feminicídio conta com apoio governamental e dos municípios de Mato Grosso do Sul, da Assembleia Legislativa do Estado, do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Polícia Civil, Bombeiros, da OAB, ABMCJ e do IBDFAM.