Pérolas do Rádio: Conheça biografia Gilberto Orlando Daquinto

Publicado em: 11/06/2019 às 16h57

Redação

Foto: Divulgação

Aposentado Gilberto Orlando marcou época no radio brasileiro

O radialista Gilberto Orlando Daquinto, 71, nasceu em 5 de fevereiro de 1948, na cidade de Ourinhos/SP, filho de Orlando Daquinto e Josepha Bagliotti, descendentes italianos, iniciou suas atividades radiofônicas em 1965, na Rádio Presidente Prudente/SP, cujo prefixo era ZYR 84, 1240 khz, tem como slogan “Som em alta fidelidade”. Tem um único irmão Gilson Daquinto, contabilista e gestor econômicom, residente em Presidente Prudente.

Na época tinha 15 anos e auxiliava a equipe esportiva nas transmissões externas carregando gravador e microfones nas costas para os locutores. Antes de se tornar comunicador profissional, ele com 12 anos de idade, fazia entrega na Tinturaria Tupi, depois empacotador no Mercado Municipal, ainda teve experiência no Atacado de Miudezas Armarinhos Paris e o último compromisso como pacoteiro na Brasaço, que seria um braço da Brasimac, isso em PP.

“Comecei como foca”, resume. Na imprensa, foca, seria como auxiliar geral (faz tudo), para os mais antigos na profissão. Por dois anos ele percorreu todos os departamentos da emissora. Soltou o gogó no microfone no período por dois anos como plantão esportivo.

O padrão de voz chamava atenção e logo foi convidado para mudar de ares e de posição de locutor esportivo para comercial e animador de programa. No trajeto rádios Piratininga, Comercial depois retornou para Rádio Presidente Prudente, depois Campinas, Ribeirão Preto, Tupã, Indaituba, passagem relampago na Paiquerê e Alvorada de Londrina, e Difusora Regente Feijó.

No final do ano de 1970, estava com poucos meses na Difusora de Presidente Prudente, quando foi convidado pelo saudoso Jorge Antônio Salomão então prefeito, para vir trabalhar na Rádio Clube de Dourados. Em janeiro de 1971, em um corcel marrom, o comunicador aportava em Dourados para fazer história.

O decano faz parte da história radiofônica do Município e do Estado, pois além de Dourados, emprestou sua voz em emissoras de Ponta Porã, Gloria de Dourados e Corumbá.

Atualmente, sexagenário faz exames periódicos para cuidar da saúde, por recomendações médicas, nesse mês de junho ou julho do ano em curso terá que passar por uma cirurgia na coluna.

Em Dourados, assinou vários projetos radiofônicos, tais como: Dourados Terra da Gente, Rádio Matraca, shows circenses, Calouros em Desfiles, dentre outros.

Casado com a professora Ivone, o casal tem 5 filhos e 11 netos.