Investimentos na Saúde são anunciados durante audiência pública em Costa Rica

Publicado em: 12/06/2019 às 18h05

Assessoria

Contratação de mais médicos especialistas para atendimento à população de Costa Rica-MS; o aumento de mais uma equipe para atender a população na zona urbana; menor procura por atendimentos na área de saúde na capital Campo Grande; e o cumprimento das metas estipuladas para as campanhas do Ministério da Saúde. Estas são algumas das mais recentes conquistas na área de saúde pública do município, que foram apresentadas durante a audiência pública de prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde, promovida pela Câmara de Vereadores na tarde de segunda-feira (10/06).

 

Durante a audiência pública a secretária Municipal de Saúde, Adriana Maura Maset Tobal promoveu um balanço com dados estatísticos (técnicos e financeiros) da rede pública de saúde, referentes ao primeiro quadrimestre de 2019 (janeiro a abril). Adriana enfatizou a ampliação de uma equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF) para atender à população da zona urbana, aumentando de cinco para seis equipes, além de uma equipe que atende a zona rural resultando em 100% de cobertura populacional.

 

Ela também falou sobre o crescimento do número de médicos especialistas que atendem na rede pública de saúde do município, com aumento de 14 para 15.

 

Com relação aos números da saúde pública de Costa Rica no primeiro quadrimestre de 2019, o relatório apresentado por Adriana demonstrou que foram realizadas 12.176 consultas médicas, 1.143 consultas pré-natal, 2.215 procedimentos de fisioterapia e 17.441 exames laboratoriais na atenção básica, ou seja, nos postos de saúde do município, entre janeiro a abril de 2019.

 

Conforme o mesmo relatório, as agentes de saúde do município realizaram 25.208 visitas domiciliares no primeiro quadrimestre desse ano. Já no Centro de Especialistas Médicas (CEM) e nos postos de saúde foram efetuados 498 exames de raio-X, 864 ultrassonografias e 405 exames de preventivo do câncer do colo do útero.

 

De acordo com os números do mesmo quadrimestre, no CEM foram realizados 10.145 exames laboratoriais e 7.321 consultas com médicos especialistas, além de 368 consultas de psicologia e 190 de fonoaudiologia.

 

Em relação à saúde bucal, os números constantes no relatório do quadrimestre apontam que foram efetivados 5.011 procedimentos odontológicos, entre consultas e demais tratamentos dentários. No mesmo período, o Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) foi responsável por 3.422 atendimentos.

 

O relatório de janeiro a abril de 2019 também mostra que nesse período foram fornecidos 1.047.016 medicamentos para a população (quantia que representa números e não valores), de forma gratuita; foram realizadas 297 viagens para encaminhamento de pacientes para tratamento em outros municípios, transportando 3.302 pessoas somente ao longo desses quatro meses; já na Fundação Hospitalar de Costa Rica (FHCR), Adriana apresentou dados que mostram que o hospital realizou 14.198 consultas sendo 1.374 a mais que 2018. Foram realizadas ainda 929 internações no primeiro quadrimestre deste ano, tendo um aumento de 132 internações a mais que no mesmo período de 2018. Além de 228 cirurgias, 16 partos normais e 165 cesarianas. Ainda segundo a secretária, a FHCR realizou nesse mesmo período 4.905 exames de raios-x e 2.595 ultrassonografias.

 

Durante a audiência pública, a secretária de Saúde ainda informou que o município cumpriu - ao longo das campanhas realizadas no segundo quadrimestre desse ano - a meta de vacinação contra a Influenza ao atingir 102% do público-alvo.

 

Logo após a exposição de Adriana Tobal, o prefeito Waldeli dos Santos Rosa (MDB) apresentou os dados financeiros da rede pública de saúde. Segundo Waldeli, o Governo Municipal investiu 15% a mais do que no mesmo período do ano passado. O total aplicado na área de saúde de Costa Rica representa 22,92% das receitas do município. A lei exige um mínimo de 15%.  “Nossa gestão esta equilibrada, é sinal que a nossa equipe entendeu que cada centavo tem de ser valorizado. Temos que prestar um serviço de qualidade, mas juntamente com a participação do Conselho Municipal de Saúde enxugar naquilo que é possível enxugar, e está dando resultados”, contou o prefeito.

 

Estiveram presentes na audiência pública os vereadores Claudomiro Martins Rosa, o Cocó (PSB), Ailton Amorim (MDB), além do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Roney Hauck Rodrigues, representantes da sociedade civil, servidores da Saúde, moradores locais e o representante do 19º Subgrupamento de Bombeiros Militares de Costa Rica, tenente Samuel Pedroso.