Banco de Alimentos fomenta a Agricultura Familiar e alimentação

O programa atende mais de 2 mil famílias em Dourados e tem sido uma importante ferramenta de acolhimento e assistência

Publicado em: 17/06/2019 às 09h15

Admin

Foto: Divulgação/Semaf

Distribuição de alimentos aos Cras e outras entidades sócio assistenciais é principal foco do programa

A Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar (Semaf), tem consolidado o trabalho de uma ferramenta importantíssima que atende às necessidades da agricultura familiar, das entidades assistenciais e do fomento à alimentação de qualidade: o Banco de Alimentos.

São pelo menos 2 mil famílias atendidas com a entrega de hortaliças, legumes e frutas à instituições como os lares Ebenezer e Santa Rita, Associação Pestalozzi, AAGD, Apae, Toca de Assis, Ação Familiar Cristã, Iame, Ceia, Casa da Criança Feliz, asilo, Centro Social Marista e os Cras dos bairros de Dourados.

No município, a consolidação deste programa acontece a pedido da prefeita Délia Razuk. “Fomentar ações para a agricultura familiar é fomentar a economia, o amparo social. Temos uma demanda de produtos muito grande e boa parte vem de outros Estados. Com o fomento aos nossos produtores temos um mercado mais nosso e ainda conseguimos reforçar o Banco de Alimentos e dar mais qualidade a alimentação destas pessoas”, disse a prefeita.

Os alimentos provenientes do Banco são parte do mecanismo de promoção à alimentação e incentivo à agricultura familiar para repasse a pessoas em vulnerabilidade alimentar, no contexto de ações sócioassistenciais. Uma vez cadastrado, o produtor recebe assistência da Semaf e, em contrapartida, destina parte da produção ao banco. Na outra ponta, as entidades que necessitam dos alimentos, também cadastradas, recebem os produtos.

Estas entidades atendem critérios do programa de distribuição. “Toda vez que o Banco de Alimentos recebe mantimentos, as entidades são beneficiadas. Respeitando critérios e a necessidade de cada instituição”, reiterou Dalton Santos, diretor do Banco de Alimentos.

O secretário interino de Agricultura Familiar, Junior Bittencourt, destaca o Banco de Alimentos de Dourados como uma ferramenta de promoção à agricultura familiar, uma vez que agrega os produtores e dá alternativas para que eles recebam amparo da Semaf e deem contrapartida para a sociedade. “São parcerias que contribuem com o produtor, fomentam o Banco de Alimentos e ainda promovem a distribuição dos alimentos. É muito positivo e mais entidades precisam conhecer o projeto”, disse o secretário.

 

DISTRIBUIÇÃO

O secretário reforça que, nesta terça-feira (18), será uma boa oportunidade para que agricultores e entidades que ainda não participam do programa, conheçam a dinâmica. “Teremos uma atividade de distribuição com polo no Centro Administrativo Municipal. Uma grande ação para liberar o estoque, principalmente de hortaliças que precisam de cuidados com a validade”, finalizou.