Central de Comercialização da Agricultura Familiar de Amambai já está em funcionamento

Publicado em: 05/08/2019 às 06h40

Semagro

Os produtores da Agricultura Familiar de Amambai já têm um local apropriado para oferecer seus produtos à clientela. O governo do Estado, através da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) entregou o prédio da Central de Comercialização da Agricultura Familiar de Amambai, em ato solene nesta sexta-feira (2), que contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja e demais autoridades.

A central de Amambai foi denominada Mercado Municipal Gasparino Moraes de Lima, em homenagem a um produtor rural local já falecido, cujos familiares compareceram ao ato. A obra tem 361,97 metros quadrados de área construída, abriga 34 boxes e representou investimento de R$ 350 mil do governo do Estado, além de contrapartida do município de R$ 152 mil. Mais de metade dos boxes já estavam ocupados no dia da inauguração com produtos como pães de doces caseiros, verduras e legumes, queijos, ovos e frangos caipiras, além de pastéis e outros salgados que já são tradicionais em comércios dessa natureza.

O secretário Jaime Verruck, da Semagro, disse que as centrais de comercialização fazem parte de uma estratégia do governo do Estado para potencializar a agricultura familiar. “Já entregamos mais de mil equipamentos agrícolas que compõem as patrulhas mecanizadas. Além disso, temos os técnicos da Agraer para dar assistência e soma-se a esse esforço o que consideramos o ponto fundamental do projeto: a comercialização dos produtos”, disse.

As centrais de comercialização formam uma rede espalhada por todo o Estado. São locais em que a população pode adquirir produtos de qualidade, com selo de garantia, inspeção técnica e toda segurança necessária diretamente dos pequenos produtores. O projeto prevê a instalação de centrais nos municípios de Sonora, Anastácio, Amambai, Terenos, Rio Brilhante, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Batayporã, Mundo Novo e Aral Moreira. Destas, quatro já foram entregues: as de Sonora, Anastácio, Terenos e agora Amambai. Até novembro as outras seis serão entregues, segundo Verruck. Ao todo, o governo está investindo R$ 5 milhões no projeto.

Ao todo, o governo está investindo R$ 5 milhões no projeto, recursos do Fadefe (Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e Equilíbrio Fiscal do Estado), administrado pela Semagro.