Conheça o Judiciário: Acadêmicos da Anhanguera visitam o TJMS

Publicado em: 21/08/2019 às 08h15

Imprensa

Os alunos do curso de Direito da Anhanguera visitaram na tarde desta terça-feira (20) o Tribunal de Justiça com objetivo de conhecer e entender um pouco mais sobre o funcionamento do órgão. A professora e coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica, Isa Maria Formaggio, acompanhou os alunos na visita do projeto Conheça o Judiciário.

Primeiro, os acadêmicos acompanharam a sessão de julgamento da 4ª Câmara Cível, presidida pelo Des. Vladimir Abreu da Silva, que explicou o funcionamento da sessão de forma simples e de fácil entendimento para os acadêmicos. Durante a sessão, os desembargadores explicaram alguns votos, o que ajudou os alunos a entenderem melhor como ocorre o julgamento do Poder Judiciário em segunda instância.

Para finalizar a visita, os acadêmicos assistiram a uma palestra com o diretor da Secretaria de Comunicação, Carlos Kuntzel, que explicou a composição, a divisão judiciária e todas as outras funções do TJMS, mostrando que as ações do Judiciário podem ser mais que processos. Kuntzel destacou que o Poder Judiciário de MS é exemplo nacional, com vários projetos iniciados em território sul-mato-grossense e replicados em outros estados.

Lucas Henrique Damasceno, acadêmico do nono semestre, fez parte da visita e falou da importância de conhecer o TJMS, além de ver de perto como funcionam as sessões e o trabalho dos desembargadores. Ele destacou a surpresa em saber do lado social e se interessou muito, pois sentiu que o Poder Judiciário está mais presente na sociedade do que ele imaginava. “Gostei de saber que o Tribunal de Justiça é mais do que só o Judiciário e acho importante ver que busca uma relação com a sociedade, pois isso eleva esse poder a outro nível, que eu não sabia que existia”.

A coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica, Isa Maria Formaggio, disse que é muito importante trazer os alunos para ver de perto o funcionamento do Poder Judiciário, pois entender o sistema recursal dentro dos códigos de processo é de extrema importância. Falou ainda que até mesmo conhecer o prédio físico é importante para que, quando os acadêmicos forem exercer sua prática jurídica, saibam como é, quais atribuições existem dentro do Tribunal de Justiça. “Compreender e entender o funcionamento do órgão é essencial para unir a teoria com a prática”, concluiu.