Juiz dissolve conselho de sentença e júri de serial killer será reagendado

Publicado em: 23/08/2019 às 18h40

Impensa/TJMS

O julgamento de L.A.M.F., apontado como serial killer da região do Danúbio Azul, precisou ser interrompido depois das 14 horas desta sexta-feira (em razão do promotor de justiça do caso ter sofrido um mal súbito).

O juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, presidia o julgamento e decidiu dissolver o Conselho de Sentença, em respeito à saúde do promotor e com isso os trabalhos até então realizados foram cancelados. Nova data de julgamento será marcada em breve.

O contratempo aconteceu assim que o promotor de justiça encerrou sua tréplica. O médico do Fórum de Campo Grande foi acionado e também o Samu, que o levou para o hospital por prudência, embora o promotor tenha solicitado para dar continuidade à sessão, uma vez que sua participação havia sido concluída.

Todavia, o magistrado, com o consentimento dos jurados e também do defensor público, em respeito à saúde do promotor, decidiu pela dissolução do conselho de sentença às 14h54.