Inteligência artificial será tema no maior congresso de Propriedade Intelectual da América Latina

AI pode definir um novo momento para patentes no Brasil, e os parceiros INPI e CAS trabalham em prol dessa evolução

Publicado em: 24/08/2019 às 07h20

Assessoria

Uma das temáticas da 34ª edição do Congresso Internacional da Propriedade Intelectual da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI) será a inteligência artificial como ferramenta para acelerar o exame de patentes no Brasil.

Para falar do assunto, Liane Elizabeth Caldeira Lage, Diretora de Patentes, Programas de Computador e Topografias de Circuitos Integrados do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), fará parte do painel 'Patentes: tendências tecnológicas e paradigmas de exame', que acontecerá na terça-feira, dia 27, às 10h00, para falar sobre as atuais medidas do INPI para reduzir o backlog com o auxílio da inteligência artificial.

"O INPI está trabalhando para otimizar cada vez mais o exame de patentes. Nesse sentido, a inteligência artificial é um elemento fundamental, que é o foco da parceria com o CAS", reforça a palestrante Liane.

O CAS (Chemical Abstracts Service), divisão da American Chemical Society especializada em soluções de informação científica, apoia o INPI nessa iniciativa, trabalhando em conjunto na colaboração técnica para solucionar a problemática. Denise Ferreira, diretora do CAS no Brasil, acompanhará o congresso e as apresentações do painel, reforçando ainda mais a parceria entre o INPI e o CAS.