Para presidente da Udam, político tem que estar mais presente na periferia

Publicado em: 26/02/2020 às 15h35

Assessoria

Foto: Divulgação

Nunes, presidente da União Douradense de Associação de Moradores

O presidente da Udam – União Douradense de Associação de Moradores, José Nunes de Souza, disse nesta quarta-feira, 26, durante entrevista ao vivo na Web Rádio Javé de Dourados, que a população cobra visita com mais frequência de políticos na periferia e nos distritos do município.

Nunes adianta que tem sido procurado por lideranças e feito encaminhamento das reivindicações para a prefeita, vereadores, deputados, secretários, e muitas das vezes alcançado êxito, no entanto, a postura não tem agradado, e a maioria quer debater diretamente suas demandas com os detentores de cargos eletivos.

“Nesse ano tem eleições no mês de outubro e muitos candidatos irão debater seus projetos visando garimpar votos mas depois do pleito somem ou aparecem esporadicamente já blindados por assessores”, comenta Nunes.

Segundo Nunes, em Dourados aproximadamente 65 associações de moradores estão organizadas, ele pretende elevar esse número para pelo menos 100. “Lamentavelmente muitos preferem o comodismo, é mais confortável”, critica.

A diretoria da Udam prepara para realizar novas eleições nos próximos meses. No ano passado a entidade conduziu mais de 15 eleições em diversos bairros de Dourados e nos distritos sob reponsabilidade da atual diretoria.

Além de presidente da Udam, José Nunes da Souza, também faz parte da diretoria da Famems – Federação das Associação de Moradores de Mato Grosso do Sul, ocupando a vice-presidência.