Ex-comentarista acusa SporTV de orientar a falar mal de clubes com acordo com Esporte Interativo

Publicado em: 26/01/2018 às 19h00

Torcedores.com

Em conversa com seguidor no Twitter, Luiz Ademar, ex-comentarista do SporTV, acusou o canal da Globosat de orientar jornalistas a falarem mal dos clubes de futebol que assinaram acordo de transmissão dos jogos do Brasileirão a partir de 2019 com o Esporte Interativo.

Ademar foi dispensado do SporTV em outubro do ano passado, juntamente a outros profissionais, num processo de reformulação iniciado pela emissora.

O jornalista afirmou a um seguidor do Twitter que desde então não acompanhava mais a programação da ex-empresa.

"Amigos, sinceramente, desde a minha saída nunca mais assisti a programação do canal. Sem tantos caras competentes para falar, os programas estão cada vez piores. Pegam gente fora do futebol, com nome em outras áreas, e o deixam vomitar merdas. São os "modernos", escreveu.

Posteriormente, ele afirmou sobre a queda de audiência do SporTV com os jogos da Copinha e fez a acusação de que o canal orientava os jornalistas a falarem mal de clubes que tinham contrato com o Esporte Interativo.

"A audiência desabou. É pior na história da Copinha. Os programas desabaram. Os modernos que fizeram as mudanças estão com o pescoço na guilhotina. Os gênios que pedem para falar mal dos clubes que não assinaram com o canal vão dançar. Não assistir o canal é a melhor arma", postou, em resposta ao internauta.

O seguidor o questionou se lhe pediram para falar mal dos clubes que têm contrato com o EI. Ademar foi enfático.

"Claro que pediram! E eu disse que sou jornalista e não entendo nada de negócios. Falaram que o meu emprego dependia disso. E voltei a falar: sou jornalista e falo o que julgo correto. Não sei se esse foi o motivo, mas fui atingido no corte! Sem problemas!".

Atlético Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Criciúma, Figueirense, Fortaleza, Internacional, Joinville, Palmeiras, Paraná, Paysandu, Ponte Preta, Santos, Sampaio Correa e Santa Cruz têm acordo com o canal do grupo Turner para transmissão de seus jogos no Brasileirão a partir de 2019.

Torcedores.com entrou em contato com Luiz Ademar, que não quis dar maiores explicações sobre as acusações e as possíveis consequências. Até o fechamento da reportagem, a assessoria de imprensa do SporTV não se pronunciou sobre o caso.