Quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Com mais de um mês de colheita pela frente, produtores de MS já venderam 40% da safra de milho antecipada

Publicado em: 10/07/2019 às 16h40


A colheita da segunda safra de milho de Mato Grosso do Sul deve terminar somente no mês de agosto, segundo projeções da Associação dos Produtores de Soja do estado (Aprosoja/MS), mas os produtores do estado já negociaram até o início desta semana (8 de julho), aproximadamente 40,28 % do volume antecipadamente, de acordo com dados da Granos Corretora.

Frente ao mesmo período do ciclo passado, quando a quantidade de milho vendida antecipadamente atingiu os 32,54%, houve um crescimento nesta temporada, conforme dados do boletim Casa Rural do Sistema Famasul, de 7,74%.

O boletim aponta que entre os dias 1º e 8 de julho, houve uma ligeira valorização de 0,46% no preço da saca de milho em Mato Grosso do Sul, passando do preço médio de R$ 27,31 para R$ 27,44.

Em comparação com julho do ano passado, quando o valor médio da saca no estado era de R$ 26,39, o levantamento do Sistema Famasul indica uma valorização no mesmo mês deste ano de 3,61%.

A avaliação do boletim é que o preço do cereal teve poucas movimentações neste começo de julho, e que as intempestividades do clima, inclusive com geadas no cone sul do estado, podem desacelerar em parte os trabalhos de colheita, mas que até o momento a situação é "confortável". 

Mercado internacional e exportações

As cotações do milho em Chicago, nos Estados Unidos, para os contratos futuros registraram valorização. Os papéis com vencimento em setembro encerraram o período de 1º a 8 de julho com incremento de 5,78%, os de dezembro, com alta de 5,03% e os de março de 2020 com alta de 4,34%.

Entre janeiro e junho deste ano o estado exportou 405,6 mil toneladas do cereal, volume 65,63% superior ao embarcado no mesmo intervalo de tempo do ano passado. As receitas cresceram ainda mais, totalizando US$ 71,7 milhões, incremento de 77,58% na mesma comparação com o primeiro semestre de 2018.

Neste primeiros seis meses do ano, Mato Grosso do Sul ocupou a quarta posição no ranking nacional de exportações do milho em receita, com 4,33% do total comercializado pelo país, ficando atrás somente de Mato Grosso, Paraná e do Rio Grande do Sul.